(Dez 2008/ Jan 2015),
Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa.

PhD, Fine Arts/ Painting (Dec 2008/ Jan 2015),
Faculty of Fine Arts/ University of Lisbon.

Após a exposição
Nós e todos os outros..., na Fundação D. Luís/
Centro Cultural de Cascais e ISEG, e até 30 Abril de 2014,
substituí os pincéis e trinchas
pelos lápis, esferográficas, marcadores e teclado, para redigir a tese:

Imagens Interditas?
Limites e Rupturas em Representações Explícitas do Sexo no pós-25 de Abril

(URL)

Forbiden Images?
Limits and Ruptures on Explicit Sex Representations after the 25th April
Resumo:

Esta investigação teórica, bem como prática, é estruturada na análise de representações sexualmente explícitas no território das artes plásticas, quando associadas a conteúdos considerados obscenos e/ ou pornográficos, em interpretações controversas entre o socialmente admitido e o ilícito, configurando uma temática reconhecida como provocatória e particularmente transgressora ao exceder a erotica comum. Tem origem num contexto plástico experimental e provocatório, apresentado na Galeria Quadrum, em Lisboa, com efeitos reactivos no tecido social e nos processos criativos individuais. É uma pesquisa direccionada para o debate referente às polémicas que geram interdições, censuras ou processos de autocensura, em projectos visuais desta natureza e com acesso público, procurando interpretar no território português manifestações artísticas neste sentido, incorporando influências e referências exteriores, incontornáveis nos processos conceptuais da investigação plástica experimental. O século XX, particularmente nos últimos 25 anos, apresenta paradoxalmente e de um modo claro, um pudor público na fruição de representações artísticas da sexualidade, oculto nas liberdades que a evolução moral, política e social anunciam, revelando limites e gerando rupturas visuais significativas, na conquista do direito à liberdade de expressão. O contexto nacional permite um reduzido conjunto de obras plásticas e sexualmente explícitas no território nacional, após o 25 de Abril de 1974 e que se estende até ao presente, o que possibilita agora, passadas quatro décadas, um olhar e um afastamento que se pretende imparcial, para uma análise da produção artística nesta temática tão controversa, realizada à luz das conquistas sociais estruturadas neste período.
Abstract:

This theoretical research, as well by project, is structured upon the analysis of sexually explicit depictions in the fine arts territories, setting up a theme field often recognized as particularly provocative and transgressive, as it exceeds the ordinary erotica and allow associations to contents deemed obscene and/ or pornographic, as well controversial interpretations between the socially accepted and the illicit. Arises from an experimental and provocative artistic context, shown in Quadrum Gallery, in Lisbon, with reactive effects in social grounds and individual creative processes. It is targeted to the debate concerning the controversies that generate prohibitions, censorship or self-censorship processes in visual projects of this nature and with public access, examining interpretations in the Portuguese territory of artistic expressions in this effect, incorporating influences and outdoor unavoidable references in the conceptual processes of experimental plastic research. The twentieth century, mostly in its last 25 years, paradoxically presents an embarrassment in the delight of seeing the artistic representation of sexuality, hidden in the freedoms that the moral, political and social changes announced, revealing limits and generating significant visual disruptions in the accomplishment of the right to freedom of expression. The national context allows a reduced set of fine arts and sexually explicit accomplishments within the national territory, after April 25th of 1974, extending to the present, making it possible now, after four decades, a look and a distance that is intended impartial, for an analysis of the artistic production in this very controversial subject, held in the light of the structured social achievements in this period.



Ligações/ Links

'Sonhos Húmidos.' | 2003
'Amuos.' | 2008
'Nós e todos os outros...' | 2011
'As Brincadeiras de Alex.' | 2016